Aftas bucais

As aftas são pequenas, mas incomodam muito. Ainda que se desconheça com exatidão as suas causas, sabe-se que o fator emocional influencia em sua aparição. Existem técnicas naturais e farmacêuticas que aliviam a dor, se recomenda o diagnóstico profissional para descartar ou detectar a presença de outras doenças, das quais a afta é apenas um dos sintomas.

Elas são pequenas úlceras dolorosas que aparecem na mucosa da cavidade bucal. Seu aspecto é de uma mancha esbranquiçada redonda com uma auréola avermelhada. É comum que se formem sobre o tecido macio, particularmente no interior do lábio ou da bochecha, sobre a língua ou no céu da boca e, raramente, na garganta.

As menores e brandas geralmente aparecem em grupos, e usualmente desaparecem em dez dias sem tratamento e não deixam seqüelas. As úlceras aftosas mais graves são menos comuns, demoram várias semanas para desaparecerem, necessitam tratamento e podem deixar cicatrizes.

Diferentes Tipos

Não se conhece com precisão a origem das úlceras orais. Podem ser provocadas por lesões, infecções, stress, certos alimentos, predisposição genética e mudanças hormonais nas mulheres, mas, em sua maioria, são processos que não requerem nenhum tipo de estudo complementar.

Podem ser classificadas como:

– Primárias: quando o agente causador se encontra na boca. Por exemplo: medicamentos retidos na cavidade oral, radiações, antisépticos orais, substâncias cáusticas, balas e gomas de mascar, escovações, calor, frio, traumatismos, certos tipos de alimentos, vírus, bactérias, etc.

– Secundárias: quando causadas por reações tóxicas, alérgicas, e também por reações medicamentosas, doenças no sangue, carências vitamínicas, etc.

– Estomatite aftosa recorrente: este quadro requer um tratamento muitas vezes frustrante. Está associada a quadros emocionais e de stress, ainda que sua causa seja desconhecida. Pode aparecer em qualquer idade, é mais freqüente nas mulheres e se reconhece uma certa predisposição hereditária.

“É importante distinguir as aftas (necrose profunda) das bolhas do herpes (vesículas superficiais), assim como também das úlceras traumáticas provocadas por dentes mal posicionados, bordas cortantes de dentes cariados, próteses deterioradas e não adaptadas, que produzem constantes ulcerações da mucosa podendo derivar em degenerações cancerígenas”, esclarece a Dra. Marta Constanzo, chefe da Clínica Bucal do Hospital Municipal de Odontologia, em Buenos Aires.

O diagnóstico profissional

Dado que se trata de um problema freqüente que geralmente não apresenta complicações, mas que incomoda, muitas pessoas optam por deixar que o processo siga seu curso normal utilizando paliativos para aliviar a dor. Consulte o médico quando:

– aparecerem após tomar algum medicamento;
– não desaparecem depois de 14 dias;
– se forem muito dolorosas ou recorrentes.

Conselhos para prevenir e aliviar à dor

Ainda que não haja uma cura definitiva para as aftas, já que podem reaparecer em pacientes com pré-disposição, recomenda-se certas medidas gerais tanto para prevenção como para aliviar à dor:

– Uma adequada higiene bucal (não agressiva).
– Alimentação com características suave, doce e fria ou morna. Os alimentos picantes e quentes acentuam a dor.
– Evitar as lesões das mucosas da boca: mastigando lentamente os alimentos, para não morder o interior dos lábios e bochechas.
– Usar enxagües orais e analgésicos, como a xilocaína viscosa.
– Em alguns casos, o especialista receita alguma pomada ou medicamento tópico (por exemplo, corticocosteróides) para aplicar diretamente nas aftas.
– Também pode-se enxagüar a boca com uma colher de água oxigenada em 1 copo (8 oz.) de água.
– Realizar uma consulta precoce ao dentista para que este possa investigar a etiologia do problema.

Fonte: http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=3197&ReturnCatID=1779

Sobre ortodonticcenter

REDE DE CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS COM A MAIOR RENTABILIDADE DO SETOR DE FRANCHISING
Esse post foi publicado em Saúde Bucal. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s