Síndrome da Ardência Bucal

No post de hoje, a Drª Juliana (foto abaixo), da nossa Unidade de Porto Alegre, vai falar um pouco sobre a Síndrome de Ardência Bucal.


A Síndrome da Ardência Bucal (SAB) é uma doença que se caracteriza por sintomas de dor, ardência e/ou queimação na mucosa bucal sem que qualquer alteração seja detectada ao exame físico. A SAB acomete preferencialmente mulheres em idade avançada. Os episódios de ardência ou queimação manifestam-se de forma espontânea, sendo a língua, o palato duro e a mucosa labial os sítios mais acometidos.
Diversos estudos falham em distinguir adequadamente queixas de ardência bucal da verdadeira síndrome. Uma série de critérios deve ser observada, uma vez que sintomas de queimação ou ardência bucal são freqüentes e podem ser promovidos por fatores locais ou sistêmicos, o que não caracteriza a verdadeira SAB. Essas condições clínicas ou laboratoriais associadas à ardência bucal incluem candidíase, língua geográfica, hipossalivação, refluxo esofágico, hábitos parafuncionais, diabete melito, deficiências vitamínicas ou minerias (ferro, ácido fólico, vitaminas B1, B2, B6, B12) e efeitos colaterais de determinados fármacos. Nesses casos, se a causa for removida, há alívio dos sintomas.
A causa da verdadeira SAB ainda permanece desconhecida. Apesar de não representar riscos à vida dos indivíduos, essa síndrome pode reduzir expressivamente a qualidade de vida dos pacientes, levando-os a uma rotina de consultas médicas e odontológicas e à busca da cura que ainda não existe. Não há tratamentos estabelecidos e padronizados, sendo necessária uma abordagem multidisciplinar. As medidas terapêuticas empregadas visam eliminar fatores locais que possam agravar os sintomas. O controle do consumo de fumo e do álcool deve ser promovido, bem como o balanceamento da dieta alimentar, evitando-se o uso de alimentos condimentados e de bebidas com teor ácido que atuam como irritantes da mucosa bucal.
O perfil psicológico dos indivíduos com SAB é característico de pessoas com elevado índice de estresse, ansiedade e depressão, conseqüentemente, fármacos antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e antipsicóticos têm sido investigados e são as opções mais utilizadas como tratamento, embora estas drogas possam promover hipossalivação e xerostomia.
Antes de um tratamento específico, o paciente com SAB busca o diagnóstico. Muitos dos pacientes com a síndrome podem ser considerados cancerofóbicos, portanto, provar a ausência de malignidade para esses indivíduos contribui sensivelmente para a melhora do seu quadro clínico. É fundamental que o profissional esclareça o paciente quanto à natureza da SAB e suas implicações, e que os indivíduos acometidos admitam a presença da doença e aprendam, se possível, a conviver com ela, estando cientes de que nem sempre a solução virá em curto prazo.
O manejo dos pacientes com SAB pode ser muitas vezes frustrante. O correto diagnóstico da síndrome e a exclusão de possíveis fatores locais ou sistêmicos envolvidos são fundamentais. Os mecanismos complexos e não completamente elucidados da SAB necessitam ser investigados para que se possa instituir um tratamento eficaz para esta doença. É importante também avaliar a qualidade de vida desses pacientes buscando reconhecer o impacto que essa condição exerce em suas vidas, uma vez que esses indivíduos podem apresentar a sintomatologia durante anos.

Juliana Cassol Spanemberg
Cirurgiã-Dentista
Mestranda em Estomatologia Clínica – PUCRS

Sobre ortodonticcenter

REDE DE CLÍNICAS ODONTOLÓGICAS COM A MAIOR RENTABILIDADE DO SETOR DE FRANCHISING
Esse post foi publicado em Conheça nossas Franquias, Saúde Bucal. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s